Como fazer um projeto técnico?

By novembro 19, 2019Sem categoria

Como fazer um projeto técnico?

By | Sem categoria | No Comments

Os veículos, ou combinações de veículos, de transporte de cargas que não se encaixam nos limites de peso e dimensões estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) precisam solicitar uma Autorização Especial de Trânsito (AET) para poderem circular pelas rodovias brasileiras.

Para que o pedido seja aceito por um dos órgãos responsáveis pela emissão do documento, o proprietário do veículo precisa entregar alguns certificados para a instituição de sua escolha. No caso de combinações de veículos, como rodotrem, tritem e bitrenzão, é necessário apresentar o projeto técnico da Combinação de Veículos de Carga – CVC.

Se você tem que solicitar uma autorização para esse tipo de veículo, mas não sabe como fazer ou o que é o projeto técnico, continue lendo o nosso post! A seguir, explicaremos essas e outras questões sobre o projeto técnico. Confira!

O que é o projeto técnico?

Ele é um documento que contém diversas informações sobre a Combinação de Veículos de Carga que pretende circular pelas rodovias do país. O projeto técnico deve ser apresentado no requerimento da AET, de acordo com o Art. 4º da Resolução 211/06*, que estabelece os requisitos obrigatórios para o deslocamento dos modelos de veículos como o rodotrem, treminhão, bitrenzão, entre outros.

Todos os automóveis de transporte que possuem mais de duas unidades (incluída a unidade tratora) e têm peso bruto total acima de 57 toneladas ou comprimento acima de 19,80 metros, se encaixam na categoria que deve realizar e mostrar um projeto técnico para o órgão de emissão da AET.

O projeto exige muita atenção e cuidado do responsável que vai elaborá-lo, pois são diversos dados da combinação de veículos que têm que ser evidenciados. No registro deve constar:

  • Uma planta dimensional da combinação;
  • O cálculo da capacidade de rampa;
  • Gráfico da velocidade em aclive;
  • O cálculo da capacidade de frenagem;
  • O desenho de arraste e varredura;
  • Laudo Técnico de inspeção veicular.

Como são informações bastante precisas sobre os veículos, não é qualquer profissional que pode realizar um projeto técnico. No próximo tópico, veremos quem são os trabalhadores indicados para o serviço.

Quem pode elaborar o projeto?

Segundo a Deliberação 191/2006 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), a responsabilidade técnica pelas condições de estabilidade e segurança operacional dos veículos só pode ser assinada pelos seguintes profissionais:

  • Engenheiros Mecânicos;
  • Engenheiros Mecânicos Automotivos;
  • Engenheiros de Produção – Mecânica;
  • Engenheiros de Operação – Mecânica;
  • Engenheiros de Operação – Mecânica Automobilística.

Caso você não se encaixe nessas condições ou sua empresa não possua um especialista autorizado para fazer o projeto técnico, é possível contratar terceiros para montar o documento.

Profissionais autônomos são capazes de realizar o serviço ou até mesmo empresas, como o Xtrada. Ele facilita bastante esse trabalho, que pode ser muito difícil e cansativo, ao automatizar o projeto. Além disso, o Xtrada ainda tem soluções para agilizar e gerenciar a emissão das AETs. Ou seja, ele otimiza todo o trabalho de solicitação da Autorização Especial de Trânsito.

Agora que você já sabe o que é o projeto técnico de sua combinação de veículos e que ele deve constar no seu pedido de AET, o que acha de entrar em contato com o Xtrada para que o processo de solicitação se torne mais simples?

27

Comentários

Xtrada